O ataque das operadoras de Tv a Cabo ao Netflix!!!!

Faz alguns dias que escrevi um post aqui no blog sobre a guerra que se iniciou entre as operadoras de tv a cabo e o Netflix.

unnamed

Essa guerra está sendo travada no mundo todo (que dramático não?) e de forma violenta (ainda que sem mortos e feridos kkkk).

Pois é, no Brasil não está sendo diferente e, recentemente, as empresas de tv a cabo deixaram bem claro que não estão para brincadeira.

server1.png

Conforme está sendo noticiado por aí, as empresas de tv a cabo iniciaram um lobby pesado junto ao Congresso e Governo Federal, bem como junto ao Governo dos Estados de maneira a tentar limitar a atividade do netflix.

Primeiro, acho que devemos ficar muito atentos ao que se está sendo chamado de um simples lobby pelas operadoras de tv a cabo. Isto porque, estamos no Brasil certo? E nessa porra tudo que se chama de lobby envolve comprar alguém. Vale lembrar que boa parte dos políticos estão envolvidos com as concessões de tv a cabo, na medida em que muitos deles são donos ou sócios de uma, o que apenas levanta mais suspeitas sobre essa pressão que está sendo feita em detrimento da liberdade de exercício de qualquer tipo de atividade que deve prevalecer no Brasil.

Superada a questão do suposto lobby, que pode quebrar as pernas do netflix com o chamado jeitinho brasileiro que o Congresso tanto gosta, vamos às propostas apresentadas pelas operadoras de tv a cabo.

Elas propõem:

1- Que a Ancine exija da Netflix o pagamento da Condecine (taxa em torno de R$ 3.000 por cada filme do catalogo);
2- Que o governo obrigue a empresa a ter pelo menos 20% de produção nacional em seu inventário;
3- Que todos os Estados da federação passem a cobrar ICMs das assinaturas;
4- Pretendem cobrar ou da Netflix ou de assinantes de banda larga uma taxa “extra” quando o cliente usar streaming.

Analisando friamente as propostas algumas delas parecem até coerentes.

Veja, se todo mundo que distribui conteúdo como filmes e séries é obrigado a recolher a Condecine, acredito que o mesmo deveria ser aplicado ao Netflix. O que se deve levar em consideração é se, no momento, a lei prevê essa obrigação. Se não há a previsão, ela que seja criada sem, contudo, se cobrar o passado, algo que o governo brasileiro nunca fez (sqn!!).

netflix.png

O mesmo entendimento pode ser aplicado ao ICMS. Apesar de que este sim certamente afetará diretamente os nossos bolsos. O ICMS é um imposto indireto, ou seja, ainda que incida sobre determinada operação, é sempre o consumidor final que arca com o seu custo, assim, quem realmente paga o imposto integral, sem qualquer absorção do custo pela empresa, somos nós. Vale lembrar que quando falamos de ICMS na comunicação temos alíquotas de 25% (calcularas imposto sobre imposto) o que certamente traria um impacto significativo no preço que passaria a ser cobrado pelo Netflix.

Com relação ao conteúdo nacional. Na minha opinião, acho um verdadeiro absurdo!!!

Vc não pode obrigar uma empresa a produzir conteúdo nacional só pq vc quer fortalecer algo que sempre foi uma merda! Isso não passa de uma reserva de mercado que deve sr abominada!!! Não importa se é no âmbito da TV, se é no transporte (caso similar do que vem acontecendo entre taxistas e o Uber), ou qualquer outro ramo da economia.

A concorrência sempre tratou de fortalecer aquilo que é bom e quebrar aquilo que é ruim. Não precisamos dessas intervenções do Governo, precisamos, apenas, de qualidade. Se ela estiver presente, o público dará o retorno!!

Não adianta ficar criando benefício e ajuda a uma indústria que não sabe fazer aquilo que a audiência busca e gosta. Se continuarem a fazer produção, por exemplo, só sobre sofrimento do povo (que temos todos os dias e buscamos na tb uma forma de relaxar e se divertir e não de continuar a sofrer) ao invés de investir em suspense, ação, comédia, tudo de qualidade, lógico, a indústria nacional jamais terá chance.

A obrigatoriedade faz com que as empresas produzam um monte de merda só pra cumprir, com o menor custo possível, a cota imposta pelo governo, ou alguém aqui adorou alguma dessas produções e substituiu as demais séries e filmes q assistia por elas? Obviamente que não!

Neste ponto as operadoras de tv a cabo deveriam estar brigando para se verem livres dessa merda e não para tentar fuder os outros impondo a mesma obrigação.

Mais uma vez e o jeito brasileiro. Pra que brigar pra melhorar se eu posso fuder com os outros do mesmo jeito que fazem comigo? Certo? Claro que não porra!!!

Se não bastassem todas essas ideias de merda, as operadoras de tv a cabo que, em minha humilde opinião, só prestam serviço de merda!! (tenho vivo fibra de 100mb e acho q a média de velocidade q eles me entregam é de meros 20b, mesmo após inúmeras reclamações – pago singelas 290 dilmas por mês contra as 17 dilmas do netflix) querem cobrar taxa extra dos usuários que acessarem o Netflix!!!!

Vai, chama logo a porra do Fidel Castro pra dar um jeito nessa merda aqui né, estamos indo pro mesmo caminho!!!! Se bem que agora com o retorno das relações com os EUA dou uma década pra Cuba deixar a gente comendo poeira.

b40743667d55457451dfdb21bcab497f

Cara essa ideia é um absurdo!! Estão querendo influenciar aquilo que as pessoas acessam na internet! Querem controlar as nossas escolhas e, mais uma vez, caso essa imundice seja implementada, somente poderá ter algo diferente e bom nesse país aquele que tiver dinheiro!!!

Ao invés de as operadora investirem em serviços de qualidade, e lutarem contra a concorrência dentro do mercado elas estão tentando apelar para o tapetão e destruir aquilo que eles deveriam estar copiando

Esta atitude têm sido muito constante no Brasil já, como por exemplo as empresas de telefonia e o WhatsApp.

Será que ninguém aprendeu com a indústria fonográfica?? Não se pode conter a evolução! Quem não se adaptar ficará para trás!!! (Acho que o iTunes é exemplo de que quem se adapta pode ter muito lucro).

Pois é, se as operadoras de tv a cabo já perderam mais de 1 milhão de assinantes desde 2014 (por conta exclusiva de sua incompetência e ganância) acho que deveríamos e começar a boicotar e fazer esse número virar uns 5 milhões. Quem sabe assim eles tomam uma atitude coerente ao invés de tentar apelar pros absurdos acima e, mais uma vez, prejudicar aqueles que eles pretendem conquistar.

boicote

Estamos caminhando de mal a pior, espero que o Netflix tenha força suficiente e cartas na manga para derrubar esse conglomerado de empresas que somente olha pro próprio bolso ao invés de tentar conquistar os consumidores por aquilo que eles se propõem a fazer.

E vocês? Acham que o boicote vale a pena ou, pelo menos no Brasil, o Netflix luta por uma causa perdida???

Anúncios

4 thoughts on “O ataque das operadoras de Tv a Cabo ao Netflix!!!!

  1. morganachauvin

    Muito bom o texto, concordo plenamente! O dia que os serviços pararem de agir pelo caminho mais fácil “atrapalhando os outros” poderemos finalmente confiar em algo nesse País.
    Mas da mesma maneira que só são obrigados a entregar somente 10% do estipulados em contrato de internet, buscam nivelar toda e qualquer novidade por baixo, seja Uber, Netflix ou qualquer serviço que o concorrente tente levar ao topo.
    Tudo isso considerando que o Netflix nem sequer tem o mesmo acervo de fora, imagina o dia que tiver…

    Curtir

  2. RAYANE

    conteúdo é uma merda pq as tvs abertas são uma merda. temos profissionais qualificados para produzir produtos de qualidade e deve ser estimulado sim. Aliás é a única coisa que concordo. Tem que parar com este hábito babaca de país colonizado e submisso que é invadido por estrangeiros, lucram, levam divisas e não investe em nada. Esta sua mentalidade de achar isto um absurdo é típica de alguém que não faz falta neste país e não cria nada original como pegar artigo de outro site encher de opiniões pessoais e parciais e se achar o jornalista ou colunista.

    Curtir

    • danielnerd

      bem Rayane, acho que tenho direito a minha opinião da mesma forma que você tem a sua é manifestou aqui. Só acredito que antes de você falar que eu não faço no país deveria saber dizer o que você faz pra ser útil. Não sou contra o Brasil. Adoro meu país e nunca pensei e nem quero sair daqui. Sequer perco meu tempo comparando-o com grandes países pa sei que nossa situação é diferente e o fato de não termos as mesmas condições não faz de nosso país um lugar ruim. Só acredito que o estímulo imposto dessa forma não trás benefícios da forma que você acredita. Especialmente na televisão onde o lucro, ao contrário do que você imagina, não é necessariamente remetido para o exterior, afinal, as grandes empresas de TV, ao menos no Brasil, são nacionais e não remetem nosso dinheiro para fora. Se aprofunde um pouco, antes de apresentar um comentário revoltado é infundado. Por fim, jamais me achei jornalista ou colunista, se assim fosse teria seguido a carreira, jamais estaria criando um blog pessoal onde, como o nome diz, posso colocar minhas opiniões pessoais da maneira que eu bem entender. Tenha um bom dia!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s